Revista Fórmula

Salton é a vinícola brasileira mais premiada no Decanter World Wine Awards (DWWA)

Foto: Divulgação

Mais reconhecimento internacional chegou para brindar a qualidade dos espumantes da Salton: a vinícola gaúcha recebeu nove premiações na 17ª edição do Decanter World Wine Awards (DWWA), se consolidando como a vinícola brasileira com mais medalhas no concurso em 2020. A avaliação é considerada uma das mais influentes do mundo dos vinhos e, ao todo, destinou 62 medalhas para vinícolas brasileiras.

Entre os rótulos premiados, o destaque vai para o Salton Prosecco Brut, que conquistou medalha de prata e alcançou 90 pontos na avaliação. Os espumantes Gerações Azir Antonio Salton, Salton Évidence, Salton Ouro Brut, Salton Brut, Séries by Salton Brut e Séries by Salton Brut Rosé receberam medalha de bronze, e o Séries by Salton Moscatel foi comentado.

A 17ª edição do concurso ocorreu por 28 dias consecutivos em agosto, onde 116 dos maiores especialistas em vinhos do mundo provaram às cegas 16.518 vinhos, sob diretrizes de segurança para a contenção da proliferação da Covid-19. O julgamento ocorreu em Londres, na Inglaterra. Os vinhos são organizados para degustação por país, região, cor, uva, estilo, safra e preço, o que garante que os vinhos sejam julgados com concorrentes justos. Além desta distinção, a Salton também foi a brasileira mais premiada na Sommeliers Choice Awards 2020, conquistando sete medalhas no concurso realizado recentemente nos Estados Unidos.

A Salton

Este ano foi especial para a Salton também por celebrar 110 anos, sendo considerada a vinícola mais antiga do Brasil em funcionamento. Com crescimento de 70% na última década, a vinícola de Bento Gonçalves-RS encerra o período marcada pela expansão da viticultura de precisão, a ampliação do portfólio de produtos, a consolidação da liderança na venda de espumantes e o desbravamento do mercado externo.

Aos investimentos em tecnologia de produção, iniciados ainda na década de 1980, seguiram-se os aprimoramentos nas áreas de viticultura e enologia, com a colaboração de consultorias estrangeiras; o pioneirismo nos vinhos finos com a linha Classic, de 1999; a introdução do prosecco no Brasil e dos primeiros tintos nobres de padrão internacional, como o Salton Talento, a partir de 2004; a rastreabilidade da matéria-prima e o cultivo de vinhedos próprios na região da Campanha; e a profissionalização da empresa, comandada hoje pela quarta geração à frente da companhia, que tem a missão de inserir a Salton entre os maiores expoentes da vitivinicultura do Novo Mundo.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: