Notícias Revista Fórmula

Pedra nos rins: uma das piores dores que se pode sentir

A incidência de litíase das vias urinárias aumenta 30% no verão

“É uma dor horrível, como se realmente estivesse pra ganhar neném”

A dona de casa Regina Mendes, de 46 anos, nunca se esquece do dia em que descobriu que tinha pedra nos rins. Ela começou a perceber que sua urina estava “com uma cor rosada” e a sentir dores fortíssimas. “É uma dor horrível. Não tinha uma posição em que eu ficava para ela diminuir, era como se realmente estivesse pra ganhar neném”

Tanto sofrimento a levou ao hospital, onde foi diagnosticada com cálculo renal, como é conhecida no meio médico a doença.

Segundo o médico urologista André Rodrigues, a incidência de litíase das vias urinárias aumenta 30% no verão, segundo dados da Sociedade Brasileira de Urologia (SBU). Com o calor, o corpo desidrata mais facilmente, e a ingestão de líquidos nem sempre é a adequada. Dessa forma, a urina fica mais concentrada, o que favorece a formação dos cálculos.

— É indicada a ingestão de sucos cítricos, laranja, limão, bom para quem tem cálculos das vias urinárias pois tem citrato e ajuda a inibir a formação dos cálculos. É muito importante o consumo de água, inclusive água em excesso, nesse período — explicou o especialista.

O cálculo renal é uma patologia bem frequente, e acomete cerca de 15% da população. Quando os cálculos são maiores, a doença pode ser assintomática. Já no processo de eliminar a pedra, o paciente sofre a crise de cólica renal. Beber muita água, no mínimo dois litros ao dia, ajuda na prevenção.

— Os principais sintomas são dor lombar de forte intensidade que irradia para a região do interior do abdômen, muitas vezes associada à náusea. O paciente não encontra posição nenhuma que amenize a dor, e necessita muitas vezes procurar um serviço de saúde para tomar medicação injetável — detalha.

Para evitar a criação de cálculos, e a temida cólica renal, o especialista dá algumas dicas. Segundo ele, questões alimentares também influenciam na formação dessas “pedras”. Diminuir o consumo de proteínas, principalmente carnes e maneirar no uso do sal são comportamentos que de maneira geral ajudam na prevenção e inibem a formação de cálculos.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: