Notícias

Vakinha busca ajudar menino com cardiopatia que precisa de oxigênio após complicações respiratórias

Com cardiopatia congênita, Daniel de Vasconcelos Dias de três anos vem lutando para sobreviver desde muito cedo. Ele teve complicações em decorrência da Asma e uma Broncopneumonia e precisa de oxigênio em meio a suas crises recorrentes. Eles são da cidade da Capital de São Paulo e a mãe Rosangela, busca ajuda para conseguir um equipamento que vai ajudar na qualidade de vida do menino.

Daniel nasceu com Tetralogia de Fallout que são quatro más formações em seu coração. Aos nove meses de idade passou pela sua primeira cirurgia, quando o abriram notaram que ele tinha uma anormalia a mais, sendo então cinco má formações.

“A coronária dele era transversal e passava por cima da CA e da CV. Se fizessem uma cirurgia total de coração 90% era certeza dele ter uma parada cardíaca e não sobreviver, então eles fizeram como eles mesmo disseram ‘umas plastiquinhas’ no coração dele só para aguentar mais um pouquinho “. falou a mãe.

No inicio do ano ele aguardava na lista de espera para passar pela sua segunda cirurgia, mas com a pandemia ela foi cancelada. Ele faz tratamento no Instituto do Coração do Hospital das Clínicas de São Paulo e no Instituto da Criança. Em meio a uma de suas crises acabou sendo internado, teve alta na área de pneumologia, porém uma complicação resultou na necessidade de usar oxigênio frequentemente.

Devido a situação do coronavírus, a mãe junto a equipe de profissional de saúde optaram por mante-lo em casa devido aos riscos em se deslocar até o hospital para fazer o uso do oxigênio, pois com sua condição poderia ser fatal qualquer infecção.

No momento Rosangela monitora frenquentemente a saturação de Daniel que necessita de oxigênio em meio a suas crises. Contudo o custo é alto e a mãe tenta racionar o uso apenas para os momentos em que a saturação está abaixo de 94. Ultimamente a saturação tem se mantido entre 89, 90.

“Ele é um guerreiro. Ele ficou internado na primeira cirurgia 52 dias, lutando para viver entre a vida e a morte, em uma UTI e semi UTI. Ele é um sobrevivente”, afirma Rosangela.

Em busca de uma nova forma de ajudar seu filho, surgiu a ideia de comprar uma máquina de oxigênio portátil, assim ela não precisaria recarregar os cilindros, contudo o equipamento tem um custo bem elevado. Rosangela que é mãe também de uma menina de nove anos trabalha com eventos, mas com a pandemia eles se tornam escassos. Ela conta que chegou a cogitar vender seu carro, mas como iria transportar seu filho em emergências.

Vakinha

Com o intuito de ajudar Daniel, foi criada uma vakinha virtual para a compra do equipamento e despesas, sendo qualquer ajuda muito importante para a família. Se você puder ajudar o link para contribuir é https://www.vakinha.com.br/vaquinha/vamos-ajudar-o-daniel-a-respirar

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: